PAÍS ÚLTIMAS

Portugueses recebem primeiros diplomas de medicina chinesa reconhecidos pela China

[mobileonly] [/mobileonly]
Pedro Choy, presidente do Polo de Chengdu e da UMC, e Fan Xinjian, reitor da Universidade de Chengdu

O Pólo da Universidade de Chengdu em Lisboa, a funcionar na Universidade de Medicina Chinesa (UMC), vai entregar os primeiros diplomas oficiais aos graduados da Licenciatura de Chengdu em Medicina Chinesa, edição 2006-2011.

A cerimónia realiza-se no dia 21 de abril, pelas 16h00, nas instalações da UMC em Lisboa, com as presenças de Fan Xinjian, presidente da Universidade de Chengdu, Pedro Choy, presidente do Pólo de Chengdu e da UMC, representantes da embaixada da República Popular da China e outros convidados oficiais.

Estes são os primeiros diplomas oficiais da Licenciatura de Chengdu em Medicina Chinesa emitidos aos alunos do Pólo de Chengdu – UMC em Lisboa, o único pólo universitário chinês fora do território da República Popular da China.

A estes graduados, a Universidade de Chengdu reconhece o grau de licenciados em Medicina Chinesa de acordo com o previsto pelo Ministério da Educação da República Popular da China, em diploma emitido e autenticado oficialmente.

Recorde-se que o ensino da Medicina Chinesa ainda não é oficialmente reconhecido pelas entidades portuguesas competentes. “Esta contingência deve reforçar o empenho das instituições de ensino, para garantir a melhor qualidade científico-pedagógica dos conteúdos teórico-práticos ministrados”, referem os responsáveis da UMC, numa altura em que a regulamentação da lei 45/2003 (que tutela as terapêuticas não convencionais) consta da agenda política atual.

“Os graduados, que completaram a Licenciatura de Chengdu em Medicina Chinesa recebem um diploma que atesta o grau de licenciatura, situação única em Portugal, o que pode reforçar as possibilidades destes novos profissionais no mercado laboral”, frisam os mesmos responsáveis.

Esta certificação superior, reconhecida pelo Ministério da Educação da China, é o resultado da formação obtida durante cinco anos no Pólo da Universidade de Chengdu em Lisboa, mediante as exigências de ensino da República Popular da China.

“Para complementar este ensino de excelência, os graduados passaram um semestre na China, na Universidade de Chengdu, onde os conhecimentos anteriores foram confirmados e validados”, explicam, acrescentando que o Pólo de Chengdu – UMC e a Licenciatura de Chengdu em Medicina Chinesa “assentam pedagogicamente nesse rigor científico, aliado à prática clínica real, na Clínica Escola”.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: