Portugueses sem tempo para fazer o que mais gostam

Um estudo realizado em 14 países da Europa revela que a maioria dos portugueses (74 por cento) não tem tempo para fazer aquilo que mais gosta.

A conclusão é de um trabalho realizado pela Braun Research e pela Pfizer Consumer Healthcare, que concluiu também que, entre os 14 países envolvidos, Portugal é onde há maior dificuldade em equilibrar trabalho e vida pessoal (84 por cento), seguido da Espanha (80 por cento), Grécia (70 por cento) e Holanda (39 por cento).

O documento revela também que metade dos portugueses queixa-se de cansaço e falta de energia, apontando como principais causas para esta situação o emprego, a falta de exercício físico e a alimentação pouco saudável.

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

>
Tamanho da Fonte
Contraste