Presidente quer apoio dos jovens para combater pobreza

O presidente moçambicano, Armando Guebuza, apelou ontem aos jovens para que se empenhem no combate à pobreza, para reduzir a dependência externa e a “mendicidade” do país, cujo orçamento é suportado em grande parte por doadores.

“Não podemos ser um povo de pedintes, um pedinte não tem personalidade nenhuma, não pode erguer a cabeça”, disse hoje Armando Guebuza, num encontro com jovens do distrito de Moamba, próximo da fronteira com a África do Sul, no âmbito da presidência aberta à província de Maputo, no Sul.

O presidente moçambicano recusou uma juventude de “mendigos, de pedintes, de desgraçados”, que “foi buscar o conhecimento à universidade mas está sentada à espera que a ajudem”. “Temos que nos libertar disso”, apelou.

Durante o encontro, dez jovens tiveram a possibilidade de intervir, pedindo melhores oportunidades de formação, de emprego e de habitação.

“Muitos irmãos nossos refugiam-se na África do Sul por falta de condições para sobreviver em Maputo”, contou um dos jovens, ao qual se seguiu um pedido ao chefe de Estado para alargar “cada vez mais a rede de ensino escolar e para que haja políticas claras sobre o direito a uso e aproveitamento de terra, assim como ao de habitação”.

“Meus filhos, enfrentem a vida”, pediu, no entanto, Armando Guebuza, que garantiu à plateia que o Estado fará o que puder.

Para o presidente, o futuro deve ser determinado pelos próprios moçambicanos, que deverão assumir a responsabilidade pelo país e decidir os seus destinos. “Viragem é isso, mudar de atitude”, realçou.

Armando Guebuza iniciou no domingo a presidência aberta na província de Maputo, que continuará até quarta feira, para auscultar a população sobre os problemas que enfrenta.

As próximas visitas serão aos distritos de Matutuine e Boane, antes da partida para Angola, onde vai participar na cimeira da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), sob o tema “Solidariedade e Diversidade no Espaço da CPLP”.

Advertisements

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar
Tamanho da Fonte
Contraste