ALGARVE

Projeto ALFA para controlo transfronteiriço

[mobileonly] [/mobileonly]

O projeto H2020 – Advanced Low Flying Aircrafts Detection and Tracking (ALFA), foi a presentado no forte de Cacela Velha, no dia 10 de outubro, com o intuito de ampliar a capacidade de vigilância das fronteiras terrestres e marítimas, uma estratégia de defesa e controlo transfronteiriço na região do Algarve. Um projeto que contou com a presença da presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, Conceição Cabrita.

O projeto ALFA reúne um consórcio de empresas e universidades e visa o desenvolvimento de tecnologia que permita a deteção de pequenas aeronaves e drones que efetuem voos a baixas altitudes e velocidades, prevenindo, a criminalidade transfronteiriça, nomeadamente,  tráfico de drogas, armas e substâncias ilícitas nas fronteiras marítimas, recorrendo a estes meios tecnológicos, que por vezes não são tripulados.

A tecnologia está a ser desenvolvida em parceria com a Unidade de Controlo Costeiro da Guarda Nacional Republicana (GNR), bem como o Ministério do Interior espanhol, especialmente a Direção Geral da Guarda Civil. “O consórcio reúne uma vasta equipa de reconhecidas organizações europeias, tendo na sua composição nove parceiros de 6 países europeus diferentes, incluindo três parceiros industriais, uma PME, uma universidade, duas unidades de investigação e inovação e duas agências governamentais” clarifica o município.

O projeto “garantiu o seu financiamento através do programa de financiamento 2020 da União Europeia nas áreas da investigação e inovação, esperando-se que esta tecnologia possa ser implementada a curto prazo e fazer parte integrante dos sistemas de vigilância de fronteiras” esclarece a autarquia.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: