PS Monchique pede inquérito à forma como decorreu combate

.

O PS Monchique quer que seja feito um inquérito à forma como decorreu o combate ao incêndio. “É verdade que não morreram pessoas, mas as perdas são devastadoras. Casas, pecuária, agricultura, silvicultura, completamente dizimadas pela ação deste incêndio. Deverá ser declarada catástrofe natural”, defendem os socialistas locais em comunicado.

“Fala-se nas falhas do comando operacional, fala-se na ação das autoridades junto da população e na forma como abordaram as pessoas de Monchique para deixarem as suas habitações e bens, perante a ameaça do fogo”, refere o PS, salientando que “a maioria da população critica – e em alguns casos bem – essas ações das autoridades”.

Segundo os socialistas, bastaria uma viatura dos bombeiros junto das habitações, no momento de evacuação, para trazer “mais conforto e descanso às pessoas”.

Os autarcas eleitos pelo PS garantem ainda que tudo farão para participar e fiscalizar a execução do programa anunciado pelo primeiro-ministro na visita a Monchique.

Entre as medidas constam o apoio à reconstrução das habitações danificadas, o apoio às pessoas desalojadas com bens de primeira necessidade, o apoio psicológico às pessoas que sofreram danos, o apoio à alimentação animal, o apoio ao restabelecimento do aparelho produtivo, o apoio às empresas da região afetadas pelo incêndio e a urgente ação junto dos terrenos onde possam surgir derrocadas, antecipando a chegada do inverno.

“A oportunidade de fazermos o esperado e renovado ordenamento florestal tem de ser concretizada”, acentua o PS Monchique, rematando que também é necessário apurar a causa deste incêndio. “Esperamos pela concretização da investigação e divulgação dessa causa”, rematam os socialistas.

JA

Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste