ALGARVE ÚLTIMAS

Quarteira: Câmara de Loulé cede espaços a associações de solidariedade

.
.

A Câmara Municipal de Loulé cedeu três lojas situadas na Urbanização do Forte Novo, em Quarteira, para funcionamento das sedes do Lions Clube de Vilamoura, do Grupo Coral de Quarteira e da agência de Quarteira do Banco do Tempo.

Trata-se de instituições que, de acordo com a autarquia, têm um trabalho relevante no desenvolvimento sociocultural, nomeadamente nas áreas da cultura, ação social, intervenção com pessoas carenciadas, ocupação dos tempos livres na comunidade sénior do concelho, voluntariado, entre outras, com particular incidência na freguesia de Quarteira.

“O trabalho de um presidente de Câmara não é só fazer as obras e, neste caso, sem grandes custos para a Autarquia, esta iniciativa permitiu fazer um grande bem, graças a esta colaboração entre todos”, considera Vítor Aleixo, presidente da Câmara Municipal de Loulé.

O Lions constitui a maior organização de clubes de serviços do mundo, com 1,36 milhões de sócios espalhados por mais de 46 mil clubes. São homens e mulheres que atuam em projetos comunitários em mais de 208 países e regiões geográficas. O Lions Clube de Vilamoura foi constituído em 1988 e, desde então, prossegue os princípios orientadores do movimento lions: ajudar a comunidade em que vivem.

Já o Banco do Tempo é um movimento internacional que procura construir uma cultura de solidariedade e promover o sentido de comunidade, o encontro de pessoas que convivem nos mesmos espaços, a colaboração entre gerações e a construção de relações sociais mais humanas, bem como promover os princípios do voluntariado. É uma rede de infraestruturas de apoio social baseada na gestão do tempo para troca de serviços, criada com o objetivo de valorizar o tempo e o cuidado dos outros, estimular talentos e promover o reconhecimento das capacidades de cada um. Integrado na Agência de Quarteira, foi criado o Grupo Coral de Quarteira.

.

.

.

.

Tamanho da Fonte
Contraste