Requalificação do jardim cria nova centralidade em Silves

A requalificação do Jardim do Largo da República, na cidade de Silves, cuja obra arrancou em maio e vai prolongar-se até julho de 2020, vai levar à criação de nova centralidade na cidade.

“Trata-se de uma intervenção profunda e multifacetada, recuperando e revitalizando um espaço histórico e emblemático que levará à criação de nova centralidade na cidade de Silves”, refere a autarquia silvense.

O investimento ascende a quase 1,8 milhões de euros e beneficia de apoio financeiro da União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), no montante de 558 mil euros.

“A empreitada de obras públicas consiste na promoção da requalificação paisagística e funcional do Jardim da República, contemplando espaços verdes, pavimento, remodelação integral das infraestruturas das redes de abastecimento de água, saneamento e águas pluviais (dimensionadas para a escala da cidade), iluminação pública, telecomunicações, mobiliário urbano (abrigo de paragem, bancos e mesas de piquenique, estacionamento de bicicletas, papeleiras, bebedouros, ilha ecológica), criação de elemento de água com nebulizadores, construção de edifício com cafetaria, sanitários de uso público e esplanada com sombreamento”, revela a Câmara de Silves.

“Optou-se por uma abordagem contemporânea, de promoção do recreio e lazer, funcionalmente acolhedora e acessível a todos”, acrescenta a autarquia.

A par da manutenção máxima da vegetação existente, o novo projeto prevê ainda a plantação de 65 árvores, com altura mínima de quatro metros, 165 arbustos grandes, 596 arbustos pequenos e 2846 herbáceas vivazes.

pub

 

 

 

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste