Trabalhadores voltam hoje às ruas para protestar contra “violentas medidas” propostas pelo Governo

Os funcionários públicos manifestam-se hoje, em Lisboa, para “lutar contra as violentas medidas que o Governo aprovou contra os trabalhadores”, disse a coordenadora da Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública, Ana Avoila.

A manifestação nacional, convocada pela Frente Comum, terá início no Marquês do Pombal, às 15:00, e terminará nos Restauradores, com a intervenção do secretário-geral da CGTP, Carvalho da Silva.

“Vai ser uma grandiosa manifestação”, disse à Lusa Ana Avoila, avançando que o protesto vai contar com uma adesão de sindicatos que não são da Frente Comum, “nomeadamente sindicatos de professores, forças de segurança, inspeções e a ASAE [Autoridade de Segurança Alimentar e Económica]”.

A coordenadora da Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública disse que a manifestação “está aberta e que todos os trabalhadores”, independentemente da sua filiação sindical.

“O que é necessário é que a unidade de ação se faça”, acrescentou, referindo que “se os trabalhadores não lutarem, mais dia, menos dia, o Governo volta ao mesmo”.

AL/JA

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

>
Tamanho da Fonte
Contraste