425 quilos de polvo apreendidos na Ria Formosa

A GNR de Olhão apreendeu na passada segunda-feira, dia 2 de setembro, 425 quilos de polvo por fuga à lota, na Ria Formosa – Olhão.

A ação resultou na identificação e contraordenação de uma empresa, por fuga à lota, sendo a infração punível até ao montante máximo de 44.891 euros.

“No âmbito de uma ação de patrulhamento e vigilância, com o objetivo da preservação de espécies marinhas e a salvaguarda da fauna e flora da Ria Formosa, os militares abordaram um veículo que transportava o referido polvo, tendo o mesmo sido apreendido por não ter sido sujeito ao regime de primeira venda em lota”, explicam as autoridades, adiantando que “o regime de venda de pescado fresco prevê que a primeira venda seja, obrigatoriamente, realizada em lota, pelo sistema de leilão”.

“A base deste regime assenta, sobretudo, na intenção de se manter e preservar um mecanismo regulador de preços neste setor pela concentração da oferta e da procura, pela transparência na constituição de preços e pelo controlo higiossanitário do pescado”, realça a GNR em comunicado.

O polvo apreendido nesta operação, depois de sujeito a inspeção sanitária pela autoridade veterinária, foi vendido em lota.

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

>
Tamanho da Fonte
Contraste