ALGARVE

AMAL e NERA juntam-se aos andaluzes para exigir comboio Sevilha/Faro

alta velocidade
Comboio Alta Velocidade

A Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL) e a Associação dos Empresários do Algarve (NERA) assinaram na passada sexta-feira, em Sevilha, um manifesto de apoio à ligação ferroviária entre Sevilha e Faro, passando por Huelva, no corredor sudoeste peninsular.

Os representantes portugueses instam os Governos de Espanha e Portugal e a União Europeia a incluir este investimento estratégico nas diversas fontes de financiamento com fundos europeus.

A posição dos municípios e dos empresários acompanha a posição já anteriormente assumida pelos Alcaides de Sevilha e Huelva sobre a necessária ligação ferroviária Andaluzia – Algarve, conectando o Aeroporto de Sevilha com o Aeroporto de Faro.

A tomada de posição foi tomada na passada sexta-feira, na capital da Andaluzia, durante o encontro de Embaixadores da União Europeia no quadro das comemorações do V Centenário da primeira Viagem de circum-navegação de Fernão Magalhães, evento promovido e integrado no programa da Presidência Portuguesa da União Europeia.

Num ato público em que também participaram o Vice Conselheiro de Fomento e infraestruturas da Junta de Andaluzia e o Diretor Geral de Mobilidade de Andaluzia, foi assinado um manifesto de apoio a esta ligação ferroviária no corredor sudoeste peninsular, instando os Governos de Espanha e Portugal e a União Europeia a incluírem este investimento estratégico nas diversas fontes de financiamento com fundos europeus.

O Algarve esteve presente nesta iniciativa através de uma delegação integrando o Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve, José Apolinário, o Presidente da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL), António Miguel Pina, o Reitor da Universidade do Algarve, Professor Paulo Águas, o Presidente do Turismo do Algarve, João Fernandes, e o Presidente do NERA – Associação Empresarial do Algarve, Vítor Neto.

Em iniciativa pública realizada no Consulado de Portugal foi atribuído à presidência da Junta de Andaluzia o Prémio Magalhães, assinalando o contributo da Euroregião no potenciar da cooperação e intercâmbio educativo, cultural , científico, económico e entre regiões e cidades (Sevilha é sede da Rede Mundial de Cidades Magalhânicas).

Neste ato, presidido pelo Embaixador de Portugal em Madrid, João Mira Gomes, estiveram presentes os conselheiros da Junta de Andaluzia das Finanças e Fundos Europeus e da Saúde, o secretário geral para as relações exteriores da Junta de Andaluzia, a tenente alcaide do Município de Sevilha, associações empresariais e câmaras de comércio e indústria de Sevilha e Huelva, entre outras entidades representativas da Andaluzia.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste