Castro Marim: Paulo Sá preocupado com falta de recursos humanos no centro de Saúde

Paulo Sá (PCP)

A Unidade de Saúde Familiar Baesuris, que inclui as extensões de saúde de Altura e do Azinhal e pertencente ao Centro de Saúde de Castro Marim,  “não dispõe de assistentes operacionais, vendo-se obrigada a recorrer a empresas externas para a limpeza das instalações”, denuncia o deputado comunista Paulo Sá.

“A opção pelo recurso a entidades externas, sejam empresas privadas de limpeza, juntas de freguesia ou associações diversas, não serve os interesses do serviço, já que o conteúdo funcional de um assistente operacional no setor da saúde não se resume à mera limpeza das instalações”, considera Paulo Sá.

O deputado já tinha visitado aquela unidade, em julho, tendo, nessa altura, questionado o Ministério da Saúde sobre falta de enfermeiros, assim como de psicólogos e assistentes sociais, e desadequação do parque automóvel, que condiciona as visitas domiciliárias e outros serviços no exterior.

Em resposta, o Ministério da Saúde reconheceu estas carências, mas não elencou medidas concretas, nem prazos, para resolver estes problemas, com exceção da informação prestada sobre a aquisição de um veículo no âmbito do Programa de Apoio à Mobilidade Elétrica.

Agora, Paulo Sá voltou a questionar a ministra da Saúde, acrescentando a denúncia sobre a falta de assistentes operacionais. 

pub

 

 

 

pub

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste