CDS quer saber quando será feito o desassoreamento do rio Arade

Numa pergunta enviada à ministra do Mar, os deputados do CDS-PP João Rebelo e Teresa Caeiro querem saber, estando já lançado o concurso público para as dragagens no porto de Lagos, para quando está previsto o início do desassoreamento do rio Arade.

“Por se encontrar bastante assoreado, o rio Arade, entre Silves e Portimão, apenas é navegável à maré, por embarcações de calado até um metro”, lembram os centristas, frisando que “nem sempre foi assim, e na região muitos ainda recordam os tempos em que o rio era navegável, e todos reconhecem a importância que este recurso representa para Silves e para a região do barlavento algarvio”.

“Essa navegabilidade assenta no desenvolvimento das atividades recreativas e de lazer, assim como na valorização do património natural e paisagístico do rio Arade, uma vez que o aproveitamento turístico iria fomentar o desenvolvimento económico de Silves”, acentuam os deputados do CDS.

Por outro lado, João Rebelo e Teresa Caeiro salientam que “permitiria também aos habitantes locais usufruir do seu património, nomeadamente, embarcações de passageiros Silves-Portimão-Silves, caminhos pedonais para apreciação da paisagem natural, postos de observação de aves ou visita ao património arqueológico e subaquático, entre outros”.

pub

 

 

 

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste