POLÍTICA

CDU promove 10 ações contra portagens na Via do Infante

Utentes da A22 assinalam 10 anos de portagens “de autêntico calvário”
Via do Infante
Para assinalar os 10 anos do início do pagamento da A22 (Via do Infante), a CDU vai promover 10 ações em várias localidades do Algarve no dia 7 de dezembro, anunciou o Partido Comunista Português (PCP). 

Os concelhos de Vila Real de Santo António, Tavira, Olhão, Faro, Loulé, Albufeira, Silves, Lagoa, Portimão e Lagos vão ser palco destas ações de protesto da CDU contra as portagens na Via do Infante. 

O PCP considera que a imposição de portagens na A22 “prejudicou gravemente a região, constituindo-se como um fator de extorsão da riqueza produzida na região, por parte do grupo económico que ficou com a concessão desta via”, segundo o comunicado. 

“Dez anos de portagens que foram um fator de atraso ao desenvolvimento do Algarve, de agravamento da sinistralidade (parte do tráfego foi desviado para a EN125), perda de competitividade por parte das empresas na região e de empobrecimento das populações”, acrescenta o partido. 

O PCP refere ainda que “o facto da Via do Infante ter sido construída com dinheiros públicas e estar ao serviço da acumulação privada, torna ainda mais grave a conivência de sucessivos governos com esta situação”. 

O partido considera ainda que os descontos aplicados este ano “não resolveram em definitivo este problema” e acusa o PS, PSD e CDS de estarem contra a abolição imediata das portagens. 

O PCP alerta também para as obras paradas na Estrada Nacional 125, “com o Estado a pagar dezenas de milhões de euros à concessionária”, prometendo continuar a lutar até ao fim das portagens e pela requalificação da estrada nacional algarvia. 

PUB
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste