COVID-19

DGS regista 20 novos casos no Algarve desde ontem

A Direção-Geral de Saúde (DGS) apontou hoje a existência de 1324 casos de covid-19 no Algarve, mais 20 do que ontem, e soma 19 óbitos desde o início da pandemia, enquanto a nível nacional existem 20229 ativos (+515), 67176 infetados (+780), 1894 mortes (+6) e 45053 recuperados (+259), segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral de Saúde.

Hoje, a região Norte regista 24234 (+250) casos confirmados e 864 mortos, enquanto o Centro tem 5526 (+46) infetados e 256 óbitos, segundo a DGS.      

Em Lisboa e Vale do Tejo registaram-se 34386 (+426) casos e 717 (+6) mortos e o Alentejo tem 1267 infetados (+36) e 23 óbitos. Os Açores têm 241 infeções e 15 mortes registadas e a Madeira tem 198 (+2) infetados e nenhum óbito.     

Existem 38721 (+917) pessoas que estão em vigilância pelas autoridades de Saúde e estão 465 (-15) doentes internados, estão 57 (-2) nos cuidados intensivos. 

O boletim pode ser consultado aqui

Situação em VRSA “está controlada”

O concelho de Vila Real de Santo António tem, neste momento, um total 21 casos ativos e 113 pessoas em isolamento profilático, segundo apurou o Jornal do Algarve, mas a situação está controlada. 

Os casos estão distribuídos pelas três freguesias, 14 deles em Vila Real de Santo António, 6 em Monte Gordo e 1 em Vila Nova de Cacela.

Maior parte das pessoas em isolamento já tiveram resultados negativos mas, por segurança, continuam a cumprir a quarentena nas suas habitações.

Devido a estes novos casos, a delegada de Saúde de Vila Real de Santo António, Halyna Karuna, suspendeu as visitas a lares de idosos e unidades de cuidados continuados no concelho, afirmando, no entanto, que “não pode precisar os números de covid-19 no concelho”, por ser uma situação muito dinâmica, sublinhando, apenas, que “a situação está controlada”. 

As pessoas que estão em isolamento profilático têm recebido visitas e chamadas telefónicas diárias da Guarda Nacional Republicana, que se certifica se estão a fazer quarentena, apresentando-se à janela.  

“Estes recentes casos são diferentes dos últimos surtos”, referiu a delegada ao JA.  Entre segunda e quarta-feira têm aparecido novos casos de covid-19 no concelho, sem ligação aos que surgiram no início do mês e “todos os contactos têm sido feitos, com determinação para isolamento e orientação para esperar pela realização de teste”. 

Segundo revelou Halyna Karuna, uma das pessoas que está infetada, “provavelmente poderá ter sido contagiada numa viajem de comboio”. 

Nos últimos dias os autarcas, proteção civil e delegados de Saúde de Vila Real de Santo António e Castro Marim têm-se reunido “para aplicarem medidas articuladas para limitação do contágio, em funerais, lojas, clubes desportivos e vias públicas”.  

No entanto, nas redes socias circulam informações que não correspondem à verdade e que “estão a causar confusão” na comunidade. “Estão a confundir os casos ativos com as pessoas em isolamento”, sublinhou a delegada de Saúde de Vila Real de Santo António. Convém perceber que nem todas as pessoas em isolamento estão infetadas.

Halyna Karuna sublinhou ainda a necessidade da população cumprimento do distanciamento social, utilização de máscara, higienização das mãos, bem como evitar festas de aniversário e/ou outras com pessoas que não fazem parte do agregado familiar ou da mesma habitação. 

Em março, no início da pandemia, a equipa de Saúde Pública de Vila Real de Santo António implementou várias medidas no concelho, através de contacto de proximidade com várias entidades, instituições, lares de idosos, centros de dia, unidade de cuidados continuados, escolas, igrejas e em supermercados de maior dimensão, que aplicaram novas regras sanitárias e sinalética que preveniram o contágio na população. 

Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: