Volta-ao-Algarve_ciclismo
Volta ao Algarve
DESPORTO

Federação de Ciclismo considera que Volta ao Algarve pode realizar-se

O entendimento da Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC) é que a Volta ao Algarve, em fevereiro, “pode realizar-se”, por ser um evento totalmente profissional, segundo Delmino Pereira, após o anúncio do novo confinamento geral.

“A Volta ao Algarve, sendo um evento internacional do circuito ProSeries [da União Ciclista Internacional], totalmente profissional, no nosso entendimento tem enquadramento nesta norma desportiva” que regula as exceções no novo confinamento devido à pandemia de covid-19, explicou à agência Lusa o presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo.

Apesar do entendimento da FPC, Delmino Pereira esclareceu que quer aguardar pelas “diretrizes da Direção-Geral da Saúde (DGS)” para “decidir o que fazer”.

“Para mim, mantém-se a possibilidade de realizar eventos profissionais, e esta prova enquadra-se. Há algumas interpretações que têm de ser resolvidas”, atirou.

A FPC vai, assim, esperar por indicações mais claras relativamente à modalidade, dizendo que “aparentemente” as medidas anunciadas “permitem que atletas profissionais e equiparados possam continuar a treinar”.

O dirigente federativo lembrou ainda que o ciclismo “não teve problemas” e que é “uma atividade de baixo risco” e praticada ao ar livre.

O primeiro-ministro, António Costa, anunciou que a I Liga portuguesa de futebol e “ligas equiparadas” vão manter-se em atividade durante o novo confinamento geral.

Segundo um documento distribuído durante o briefing do chefe do Governo, é mencionado que podem continuar em atividade “seleções nacionais e primeira divisão sénior sem público”, sem que este esclareça se se refere a todas as modalidades e a ambos os géneros de competição, masculino e feminino, encerrando ginásios e outros espaços e permitindo apenas “exercício individual ao ar livre”.

A 47.ª Volta ao Algarve está agendada entre 17 e 21 de fevereiro, marcando o primeiro grande evento internacional a decorrer em Portugal, com a presença já confirmada de 14 equipas do escalão WorldTour, o primeiro da modalidade.

A Algarvia está calendarizada como sendo a prova de abertura do calendário velocipédico para 2021, antes de duas provas da Taça de Portugal, em Aveiro e a Clássica da Arrábida.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste