Fim do Jornal Nacional de Sexta não foi determinado por interferências políticas

A Entidade Reguladora da Comunicação Social (ERC) considera que não ficou demonstrado que a decisão da TVI de suspender o Jornal Nacional de Sexta tenha sido determinada por interferências políticas, mas sim por influência dos administradores da Media Capital.

Numa deliberação divulgada hoje, a ERC refere que não fica demonstrado que “a decisão da administração da TVI de suspender o JN6 tenha sido determinada por interferências do poder político” e que a administração da TVI foi significativamente influenciada pelos administradores da Media Capital, especialmente os que aí representavam o grupo Prisa.

A deliberação surge na sequência da decisão do Conselho Regulador de 13 de outubro de 2009, de abertura de um processo de averiguações sobre alegadas interferências dos poderes político e/ou económico na suspensão do Jornal Nacional de Sexta da TVI.

pub

 

 

 

pub

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste