COVID-19

Governo confirma lotação máxima de 27.500 espectadores na F1

O Grande Prémio de Portugal de Fórmula 1, que vai ser disputado entre sexta-feira e domingo, vai ter uma lotação máxima de 27.500 espectadores, de acordo com o despacho governamental hoje publicado em Diário da República.

“Sendo a capacidade total do Autódromo Internacional do Algarve (AIA) de cerca de 90 mil lugares, e atendendo à situação epidemiológica atual, a lotação autorizada para esta prova específica é de 27.500 lugares sentados, distribuídos por bancadas independentes, com uma lotação de ocupação variável e divididas por setores de cerca de 800 pessoas”, lê-se no documento.

Este tinha sido o número adiantado pelo administrador do AIA, Paulo Pinheiro, no domingo, em declarações à agência Lusa, depois de terem sido colocados à venda cerca de 46 mil bilhetes.

O despacho datado de segunda-feira e assinado pelo ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, e pela ministra da Saúde, Marta Temido, autoriza a realização do Grande Prémio e define as regras para a presença de público, tendo em vista a contenção das infeções pelo novo coronavírus.

No âmbito das medidas hoje publicadas, face à situação de calamidade do país, decretada entre 15 e 31 de outubro, o Governo determinou que “apenas são permitidos lugares sentados”, sendo “proibida a circulação entre bancadas, bem como entre setores da mesma bancada” e o consumo de bebidas alcoólicas, tanto no recinto como nos acessos – estão excecionados os estabelecimentos de restauração.

“A entrada e a saída do público de cada bancada é efetuada por acessos distintos, evitando o cruzamento de fluxos de pessoas e garantindo o distanciamento mínimo de dois metros entre espectadores”, refere o despacho, delimitando o estacionamento aos locais assinalados.

Além destes espaços no recinto e na zona envolvente, o Governo limitou o transporte coletivo a 50 pessoas por autocarro, a partir de quatro parques de estacionamento: dois em Portimão-Praia da Rocha (capacidade até 2.600 viaturas), junto ao antigo retail park (até 2.000) e junto ao BurroVille (até 2.400).

“O presente despacho produz efeitos na data da sua assinatura, podendo o mesmo ser revisto até à data da realização da prova em função da evolução da situação epidemiológica”, rematou o Governo.

Na terça-feira, em comunicado, o AIA confirmou a supressão dos lugares de peão, admitindo várias soluções para os detentores destes bilhetes.

O Mundial de Fórmula 1 regressa a Portugal 24 anos depois, desta vez ao circuito algarvio, que vai acolher o Grande Prémio de Portugal entre sexta-feira e domingo, dia da 12.ª corrida da temporada.

Tamanho da Fonte
Contraste
Bloggers %d como este: