Pagamentos no segundo trimestre aumentaram 25% para 680M€

O volume de pagamentos aos beneficiários do Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN) ultrapassou os 680 milhões de euros no segundo trimestre de 2010, um acréscimo de 25 por cento face aos primeiros três meses do ano.

De acordo com os indicadores conjunturais de monitorização, o volume de pagamentos efetuados aos beneficiários do QREN ultrapassou os 3,4 mil milhões de euros no final do primeiro semestre de 2010, o que representa 16 por cento da dotação orçamental dos fundos estruturais prevista.

O boletim informativo realça um acréscimo de 25 por cento nos pagamentos, a título de reembolso ou de adiantamento, entre abril e junho face aos primeiros três meses do ano.

Segundo o documento, “os pagamentos sob a forma de adiantamentos à realização de despesa representam uma parte relevante do volume total de pagamentos, fruto da concretização das medidas adotadas pelo Governo visando a injeção de liquidez nos agentes económicos”.

No primeiro semestre, o montante de despesa validada representava 27 por cento do total de fundos comunitários aprovados e 15,3 por cento da dotação total de fundos prevista executar até 2015.

A meio do atual ciclo de programação 2007-2013, 57 por cento das verbas do QREN estavam comprometidas para financiamento dos projetos aprovados nos diversos Programas Operacionais, mais 6,6 pontos percentuais do que no final de março.

Até final de junho, foram aprovadas 28.278 candidaturas, o que representa um acréscimo de 9,1 por cento em relação a março e implica um investimento total de 24.774 milhões de euros e uma comparticipação de fundos comunitários prevista de 12.212 milhões de euros.

Segundo os indicadores conjunturais de monitorização, os incentivos do QREN já abrangeram 3.201 empresas em apoios diretos e mais de 5.600 empresas através de mecanismos de engenharia financeira, 342 mil formandos em modalidades de dupla certificação, que iniciaram o ciclo de formação, 779 mil formandos noutras modalidades e intervenções em 693 estabelecimentos de ensino.

O apoio à valorização do território abrange 1.381 quilómetros de estradas, 1.566 quilómetros de coletores de drenagem de águas residuais, 218 projetos de prevenção de riscos e 390 equipamentos sociais nas áreas da saúde, cultura, desporto e apoio social.

Advertisements

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar
Tamanho da Fonte
Contraste