PJ apanha suspeito de matar e queimar mulher em Quarteira

Tatiana Mestre tinha 29 anos

A Polícia Judiciária identificou e deteve um homem pela presumível autoria do crime de homicídio de uma mulher, em Quarteira, no passado dia 27 de agosto.

O detido, de 21 anos, é suspeito de ter agredido, amarrado, amordaçado e matado uma mulher de 29 anos, deixando o corpo dentro de um carro que depois incendiou.

A vítima é Tatiana Mestre, uma mulher portuguesa de 29 anos de idade, moradora em Vale de Judeu.

Em comunicado, a PJ revela que “o crime remonta a 27 de agosto de 2018, data em que foi localizado o cadáver de uma mulher parcialmente carbonizado no interior de uma viatura automóvel, encontrada aparcada num ermo próximo da cidade de Quarteira”.

Tatiana “foi agredida, amarrada, amordaçada e morta, tendo sido o cadáver parcialmente carbonizado pela ação de incêndio provocado pelo suspeito”, lê-se no comunicado.

A PJ acrescenta que o detido “tem 21 anos está desempregado, tem antecedentes criminais por crimes violentos e vai ser presente a interrogatório Judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas”.

Segundo o Ministério Público, “há suspeitas de o arguido, após manter relações sexuais com a vítima no interior de um veículo automóvel, a ter agredido, amarrado e prendido ao banco traseiro. Depois, terá pegado fogo ao veículo com a vítima presa no seu interior, matando-a”.

“A vítima tinha 29 anos de idade e, no último ano, encontrava-se com o arguido três ou quatro vezes por mês”, acrescenta o MP, rematando que, após apresentação a primeiro interrogatório judicial esta terça-feira, o arguido ficou sujeito a medida de coação de prisão preventiva.

JA

Advertisements
Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste