Seis municípios vão dar incentivos fiscais às energias renováveis

A redução de taxas municipais para habitações, edifícios e construções novas que utilizem sistemas de energia renovável, e estacionamento reservado e gratuito para veículos elétricos, fazem parte das medidas a desenvolver pelos municípios algarvios

Comprar um painel solar para aquecer água pode ser um pequeno gesto para preservar o ambiente. Este é um dos equipamentos que utiliza energia renovável, cujas despesas poderão ser compensadas através de uma redução dos impostos municipais.

Numa altura em que tanto se fala da necessidade de uma aposta mais forte nas energias verdes, este foi o desafio lançado pela Universidade do Algarve, através do CRIA – Divisão de Empreendedorismo e Transferência de Tecnologia, aos municípios algarvios.

Aljezur, Monchique, Lagoa, Silves, Faro e Olhão aceitaram o desafio e juntaram-se à universidade algarvia para desenhar políticas fiscais locais com o objetivo de “promover a utilização de fontes de energia renováveis que serão, posteriormente, implementadas nos municípios da região algarvia”.

Este projeto, que nasce através de um programa europeu sobre “energias verdes” (Local4Green) pretende trabalhar diretamente com os municípios na definição e implementação de políticas fiscais inovadoras, com vista a incentivar o uso de fontes de energia renovável, quer no setor público, quer no privado.

A universidade adianta ainda que “o projeto irá apoiar o teste de políticas fiscais verdes, inovadoras, a nível local, e monitorizar os seus resultados na disseminação de fontes de energia renováveis”…

Leia a notícia completa na edição em papel.

pub

 

 

 

Tamanho da Fonte
Contraste