Algarvio vai de mota até ao Nepal para ajudar aquele país

.
.

Movido por uma imensa vontade de ajudar, Artur Brito, farense de alma e coração, decidiu que a grande viagem da sua vida seria solidária.

Tendo como lema “Não tem que ver com o que eu faço, mas com o que tu podes fazer”, Artur pretende, assim, viajar de Faro até ao Nepal, numa mota Honda PCX, de 125 cc, com o objetivo de angariar fundos para reconstruir uma das zonas mais afetadas pelo terramoto do ano passado.

Amputado da perna esquerda, na sequência de um acidente de mota aos 25 anos, Artur não desistiu. Conseguiu ultrapassar essa situação e, hoje, aos 54 anos, está disposto a fazer uma viagem solidária, agarrando também uma enorme aventura. “A viagem só faz sentido se partilhar o gosto pela vida, ensinamentos e experiências, apoiando quem mais precisa”, explica.

Foi desta forma que, pensando em novas formas de ajudar, encontrou a Associação Obrigado Portugal e decidiu ajudar a reconstruir o Nepal.

Artur Brito partirá, na sua mota, em direção ao Nepal, na próxima segunda-feira (dia 25 de Abril), exatamente um ano após o sismo. Serão 40 dias de viagem, atravessando uma dezena de países e percorrendo 11.787 km de distância.

O objetivo é apenas um: ajudar a Associação Obrigado Portugal, através dos apoios conseguidos em Portugal, a desenvolver o projecto “Our Dream Village”, assente na construção de novas casas para os nepaleses.

A mota que será usada na expedição tem estado em exposição no Forum Algarve e será daquele centro comercial da capital algarvia que Artur Brito partirá em direção ao Nepal.

.

.

.

.

Avatar

DV

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

Tamanho da Fonte
Contraste