Brexit preocupa Algarfuturo

Reunião da comissão executiva

Reunião da comissão executiva

Após as eleições da semana passada, os prejuízos já causados pela saída provável da Inglaterra da União Europeia, vulgarmente conhecida por Brexit, e o que pode acontecer em 2019 estiveram em foco na reunião da ALGARFUTURO.
“Falar dos problemas do Brexit  no sector turístico é falar do Algarve, já que 2/3 das dormidas dos cidadãos do Reino Unido são no Algarve. Por sua vez, do total das dormidas de estrangeiros nos estabelecimentos hoteleiros no Algarve, cerca de 40% são daquele país”, observa a organização, que avisa:
“Se a válvula do fluxo turístico do Reino Unido provocar um estrangulamento maior, o Algarve sufocará económica e socialmente, pelo que os dirigentes da Algfuturo chamam a atenção para a urgência absoluta de definir e executar medidas de fundo ( no Algarve e promocionais ), para além das medidas de emergência. A quebra prevista para as dormidas de estrangeiros no Algarve em 2018 deverá rondar as 600.000, sobretudo britânicos, o que é um aviso muito sério”.
Analisando a questão de Monchique, a Algarfuturo informa que “os graves problemas que se arrastam estiveram na ordem de trabalhos, pelo que continuará no terreno e, depois das reuniões com as entidades oficiais e associações, vão ser elaboradas bases consideradas fundamentais para um Plano de Revitalização”. 
Anuncia que vão ser solicitadas reuniões de trabalho com os Deputados, AMAL, CCDR, UNIVERSIDADE e RTA, para apresentação de cumprimentos e da vontade de cooperação com todas as entidades da região, por parte dos novos dirigentes
Também diz que vai haver reforço da organização interna e serviços aos sócios e também ações de dinamização  empresarial.

pub

 

 

 

pub

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste