CULTURA

Castro Marim reabre espaços culturais após confinamento

Casa do Sal (1)
Casa do Sal

A Câmara Municipal de Castro Marim já reabriu os espaços culturais do concelho, com a entrada do País na segunda fase de desconfinamento, anunciou a autarquia

Já estão de portas abertas os equipamentos culturais da Casa de Odeleite, a Casa do Sal e o Mercado Local, “lugares que vivem a cultura nas suas mais diversas formas, conciliando a arte, a literatura e o património e estimulando a descoberta e a criação”, segundo o comunicado. 

A Casa de Odeleite expõe algum do espólio daquele espaço emblemático, que foi um importante armazém comercial durante as primeiras décadas do século XX e propõe agora uma leitura em articulação com a história do território, equipada com cafeteria e loja. 

Em Castro Marim, a Casa do Sal voltou a abrir portas com diversas áreas funcionais, transformado num espaço “que tem servido de encontro à comunidade em torno de atividades sociais, culturais e recreativas”. 

Naquele local, está agora patente a exposição “100 Memórias de Castro Marim”, com um espólio de cartas, fotografias, postais, documentos, livros e outras recordações que foram entregues ao novo Arquivo Digital da Câmara Municipal, disponível em ttp://atom.cm-castromarim.pt/. 

 Já o Mercado Local de Castro Marim, onde funcionou durante década como o principal abastecer de fruta, verduras e peixe da vila, agora tornou-se num espaço turístico-cultural multifuncional que serve para dinamização e divulgação de artes e saberes locais, além de ser um ponto principal de promoção dos produtos endógenos de Castro Marim. 

A 18 de abril vai reabrir o Castelo de Castro Marim, que está a ser alvo de alguns melhoramentos. No castelo, podem ser visitadas as exposições “Castro Marim, Primeira Sede da Ordem de Cristo” e “Instrumentos de Tortura e Punição”. 

 “Abrir ou reabrir os espaços culturais não chega, é preciso torná-los vivos e conferir-lhes um sentido de pertença à comunidade e de acolhimento ao visitante. A cultura faz-se de pessoas, para pessoas e traduz-se na partilha e naquilo que faz sentir”, refere a vice-presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, Filomena Sintra. 

PUB
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste