ALGARVE

Covid-19: NERA reconhece gravidade mas recusa alarme

.

O presidente da Associação Empresarial da Região do Algarve (NERA) manifestou-se hoje convicto de que o covid-19 pode provocar uma crise na economia mundial, “que teria repercussões no Turismo e como tal no nosso País e na nossa região”, mas recusou fazer “especulações” em torno do tema.

“Ninguém pode excluir que não possam acontecer situações difíceis, mas o nosso esforço, energia e atenção e a nossa capacidade de sensibilização das pessoas deve ser no sentido da serenidade e de colaborarmos para que as medidas que estão a ser tomadas possam ter os objetivos que pretendem”, disse Vítor Neto ao JA.

Reiterando que uma crise económica mundial com efeitos no Turismo, provocada pela pandemia em perspetiva, incidirá inevitavelmente em Portugal e no Algarve, o ex-secretário de Estado do Turismo do Governo de António Guterres sustentou que “devemos voltar as nossas energias para apoiar as medidas que as entidades públicas estão a tomar, e colaborar, como cidadãos e como empresários”.

“Temos que acompanhar a evolução da situação a nível internacional e nacional e esperar que as medidas que estão a ser tomadas consigam travar, circunscrever e fazer recuar a evolução dessa situação. O resto acho que não se justifica estar a fazer especulações”, enfatizou o presidente do NERA.

Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: