Crise faz portugueses desistirem de ter filhos

Os 97.112 nascimentos deste ano constituem o pior número desde o início dos registos pelo INE, na década de 1960.

Segundo a edição desta sexta-feira do “Diário de Notícias”, são menos 4.269 nascimentos do que em 2009, tratando-se apenas da segunda vez que são contabilizados menos de cem mil nascimentos num ano.

O ano até começou acima da média, mas à medida que a crise económica se acentuou e a intervenção externa se tornou um facto o número de gravidezes começou a descer.

- Publicidade-spot_img

Deixe um comentário

+ Populares

- Publicidade -castro-marim-santos
- Publicidade-spot_img

Leia Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Tem uma Dica?

Contamos consigo para investigar e noticiar

Tamanho da Fonte
Contraste