Draghi apoia “supercomissário” para controlar os orçamentos

.

É um aliado de peso para Ângela Merkel e Wolfgang Schauble em prol da ideia de um comissário para o controlo das contas dos países membros da zona euro com Bruxelas exercendo direito de veto sobre os orçamentos de cada estado.

Em entrevista ao jornal alemão “Der Spiegel”, Mário Draghi, o presidente do Banco Central Europeu (BCE), secundou a chanceler alemã Angela Merkel e o seu ministro das Finanças Wolfgang Schauble na extensão dos poderes do atual Comissário Europeu para os Assuntos Económicos e Monetários. Faz caminho a ideia de um supercomissário para o controlo dos orçamentos dos países membros, com Bruxelas exercendo direito de veto.

“Apoio totalmente essa proposta. Os governos seriam inteligentes em a considerar. Estou certo que se queremos restabelecer a confiança na zona euro, os países [membros da zona euro] terão de transferir parte da sua soberania para o nível europeu”, disse o presidente do BCE ao jornal alemão, numa longa entrevista onde procurou esclarecer a opinião pública alemã que torce o nariz às políticas “não convencionais” seguidas pelo conselho de governadores do banco central da zona monetária.

Draghi explicou que pretende que o Comissário Europeu para os Assuntos Monetários possa ter o mesmo poder jurídico que já hoje tem o Comissário para a Concorrência.

Jorge Nascimento Rodrigues (Rede Expresso)
Advertisements
Advertisements
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste