ECONOMIA

Empresárias do Algarve, Alentejo e Andaluzia reúnem-se em Sevilha

Meia centena de empresárias da Andaluzia, Alentejo e Algarve vão estar entre hoje e quinta-feira reunidas em Sevilha, durante um fórum que visa promover a internacionalização das suas empresas e a cooperação comercial entre as três regiões.

O I fórum INTREPIDA plus, que hoje arrancou na capital andaluza, em Espanha, reúne mulheres empresárias de várias áreas da economia, mas sobretudo dos setores da agricultura e alimentação, turismo, cultura, moda, artes e design.

Catalina Bejarano, da Fundação Três Culturas do Mediterrâneo, que promove a iniciativa, relatou à Lusa que participam no fórum pequenas empresas – a maioria com uma ou duas pessoas – num registo próximo ao “autoemprego”, algumas de povoações muito pequenas.

“Considerámos que [estas empresas] precisavam de um apoio, um reforço de contactos entre os dois países”, salientou, notando que é preciso desfazer o mito de que alguém do mesmo setor é “inimigo” e defendendo que devem criar-se alianças.

Para potenciar sinergias, a fundação está a delinear possíveis rotas, por exemplo, no setor do turismo, selecionando empresas que podem integrar uma rota que passa pelas três regiões, contando com alojamento, animação, serviços e gastronomia.

A realização do fórum, que decorre até quinta-feira, corresponde à segunda fase do projeto INTREPIDA (Internacionalização das Mulheres Empresárias de Espanha e Portugal para a Inserção, Desenvolvimento e Alianças).

Catalina Bejarano confessou que houve alguma hesitação em avançar com a realização do fórum, devido à pandemia de covid-19, mas este acabou por se revelar o momento ideal, já que, agora, as empresárias “têm mais tempo para se dedicarem a planificar”.

O fórum prossegue na quinta-feira, com um programa que contempla espaços para ‘networking’, experiências sobre vendas, ‘mindfulness’ e outras atividades.

O projeto INTREPIDA é uma iniciativa enquadrada no programa INTERREG Espanha-Portugal (POCTEP 2014-2020), financiada pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) da União Europeia.

O objetivo é impulsionar a competitividade empresarial das pequenas e médias empresas administradas por mulheres no território transfronteiriço da eurorregião formada pela Andaluzia, Algarve e Alentejo.

A Fundação Três Culturas do Mediterrâneo é a principal beneficiária do projeto INTREPIDA plus, juntamente com parceiros da província de Huelva, Núcleo de Empresários da Região de Portalegre (NERPOR), Núcleo Empresarial da Região de Évora (NERE) e município de Faro.

Tamanho da Fonte
Contraste
Bloggers %d como este: