Espanha recua na decisão de exigir testes a quem cruzar fronteiras

Espanha não vai, afinal, exigir que quem cruzar as fronteiras terrestres vindo de Portugal apresente um teste negativo ou uma prova de vacinação, como tinha anunciado este fim de semana, uma medida que já tinha levado o Governo português a ameaçar com ações de retaliação.

Segundo o Diário de Notícias, Espanha terá admitido o “erro” e vai agora corrigi-lo, depois de “intensas conversações diplomáticas” que terão ocorrido esta segunda-feira. À TSF, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, já confirmou a informação, dizendo que a decisão espanhola foi um “lapso” que será corrigido ainda esta terça-feira.

O despacho do Ministério da Saúde espanhol, que foi publicado no domingo na página oficial do Consulado Geral de Espanha em Portugal, determinava que a partir de 7 de junho todas as pessoas com mais de seis anos que cruzassem a fronteira terrestre deveriam dispor das mesmas “certificações sanitárias” exigidas a quem entra no país por via aérea e marítima, ao contrário do que acontecia até aqui.

O Governo português mostrou-se surpreendido com a decisão: esta segunda-feira, Augusto Santos Silva dizia que só poderia tratar-se de um “erro” e ameaçou com uma retaliação.

Deixe um comentário

- Publicidade-spot_img

+ Populares

- Publicidade -festa-da-espiga

Leia Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Tem uma Dica?

Contamos consigo para investigar e noticiar

Tamanho da Fonte
Contraste