Estado começa a despedir em julho os menos qualificados

.
.

Administrativos e auxiliares, cujos salários são os mais baixos do Estado, são afetados na primeira fase das rescisões por mútuo acordo na Função Pública.

A reunião entre o secretário de Estado da Administração Pública, Hélder Rosalino, e as organizações sindicais está marcada para quarta-feira mas o governante deverá levar apenas orientações gerais para o debate, escreve o Diário Económico. Não se deverá ficar a saber quantos funcionários públicos poderão estar abrangidos pelo plano de rescisões de mútuo acordo nem quanto é que o Governo irá poupar com esta medida.

pub

 

 

pub

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste