Grupo Pinault Printemps põem FNAC à venda

O bilionário François-Henri Pinault, que lidera a Pinault Printemps – PPR – já recebeu “sinais significativos de interesse” na compra do negócio do retalho do grupo francês, que inclui as lojas FNAC e a Conforama.

De acordo com o Financial Times, Pinault espera que haja mais interessados nestas empresas, que geram 63 por cento das vendas do grupo. “Não há necessidade de ter pressa. Devido aos seus excelentes resultados não vou vender estes activos por qualquer preço. Vamos vender quando houver boas condições de mercado”, disse.

A venda da FNAC, que tem 17 lojas em Portugal e planos para chegar a 2012 com 20, insere-se numa estratégia de concentração nos dois negócios chave da PPR: a roupa e acessórios de luxo da marca Gucci e a moda desportiva da Puma, onde detém uma participação. Alias, a empresa alemã espera chegar ao final do ano com vendas de 2,5 mil milhões de euros de vendas e aponta como objectivo para os próximos cinco anos atingir receitas de quatro mil milhões. Para chegar lá, prepara-se para fazer pequenas aquisições e crescer organicamente.

As operações da PPR, fundada por François Pinault, pai de François-Henri, cresceram 87 por cento para os 407 milhões de euros nos primeiros seis meses do ano, em comparação com o período homólogo. O corte de custos deu frutos: as vendas subiram quatro por cento no primeiro semestre, chegando aos 8,1 mil milhões de euros, acima do esperado pelos analistas. Ainda assim, os números não foram suficientes para ultrapassar os resultados da LVMH, o maior grupo de luxo do mundo. A Gucci pesa 20 por cento das vendas da PPR e 50 por cento do lucro operacional.

Neste sector, tem ainda as marcas Yves Saint Laurent, YSL Beauté, Sérgio Rossi, Boucheron, Bottega Veneta, Bédat&Comp. Balenciaga, Alexander McQueen e Stella McCartney.

A Pinault Printemps entrou no capital da FNAC em 1994 e dois anos depois tornou-se o seu accionista maioritário. Líder europeu na distribuição de bens tecnológicos e culturais, está em Portugal desde 1998 e tem actualmente 17 lojas e 1744 trabalhadores. A última foi inaugurada no LeiriaShopping e teve um investimento de 3,5 milhões de euros.

Advertisements

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar
Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste