ALGARVE CULTURA

Loulé: 267 mil euros para associações culturais e recreativas

A Câmara Municipal de Loulé celebrou 25 contratos-programa com associações culturais e recreativas do concelho, numa cerimónia que teve lugar esta segunda-feira, anunciou a autarquia.

No total são atribuídos cerca de 267 mil euros para apoiar o trabalho realizado por estas entidades que atuam em várias áreas artísticas, e que, na maior parte dos casos, é levado a cabo por voluntários, sendo as receitas muito residuais. Pretende-se, assim, contribuir para o desenvolvimento do plano anual de atividades, nomeadamente nas áreas da criação, produção e divulgação.

Tal como em anos anteriores, a Autarquia regeu-se por critérios como o estatuto de utilidade pública, o historial, o equilíbrio financeiro, desenvolvimento de atividade regular, valorização do património cultural do Concelho, contributo para a criação artística e formação, contributo para a promoção do concelho a nível nacional e internacional, fomento de eventos com relevância turística, contribuição das atividades para o empreendedorismo, entre outros, para atribuir estas verba de forma equitativa e transparente.

Celebraram estes contratos-programa as seguintes coletividades: 1ª Companhia de Guias de Loulé – Associação Guias de Portugal , APALGAR -Associação de Amizade dos Palop no Algarve, Associação  Os Barões, Associação Amigos do Alentejo/Universidade Sénior de Loulé, Associação Ao Luar Teatro – Ideias Culturais, Associação Artística SATORI, Associação Cultural de Salir, Associação Cultural e Recreativa das Barrosas, Associação de Acordeão GarveFole, Associação dos Amigos da Cortelha, Associação dos Amigos do Rancho Folclórico e Etnográfico de São Sebastião, Associação Geonauta, Associação Grupo dos Amigos de Loulé, Associação Juvenil Akredita em ti (Quarteira), Associação Social e Cultural da Tôr, Ateneu Comercial e Industrial de Loulé, Casa da Cultura de Loulé, Centro Social e Cultural Parragilense, Clube Cultural e Recreativo do Monte Seco, Cooperativa Agrícola e Cultural de Montes Novos, Figo Lampo – Associação Cultural e Ambiental, Folha de Medronho – Associação de Artes Performativas, Fundação Manuel Viegas Guerreiro, Mákina de Cena – Associação Cultural e Sociedade Filarmónica Artistas de Minerva.

Este apoio ao movimento associativo, cultural e recreativo é uma iniciativa que acontece anualmente, mas que este ano ganha uma maior relevância já que, com o despoletar da pandemia do novo coronavírus, os vários agentes culturais viram-se forçados a parar a sua atividade, prevendo-se que a retoma do setor seja lenta e difícil.

O cancelamento de eventos e o encerramento de sala de espetáculos levou ao atual momento de crise agravado pela situação precária em que vivem muitos destes protagonistas.

“Este movimento associativo tem um papel de destaque na nossa comunidade pois são estes agentes os principais responsáveis por nos proporcionarem momentos criativos e culturais mas também por contribuírem, de uma forma preciosa, para a valorização da identidade cultural do nosso concelho pelo que é fundamental este apoio que a Autarquia dá anualmente a estas associações”, destacou Vítor Aleixo, presidente da Câmara Municipal de Loulé.

Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: