Ministro sérvio pede ajuda à ONU para encontrar solução para Kosovo

O ministro sérvio dos Negócios Estrangeiros, Vuk Jeremic, pediu no Conselho de Segurança da ONU a realização de negociações com o Kosovo, visando uma solução aceite por Pristina e Belgrado quanto ao estatuto da antiga província da Sérvia.
A Sérvia “está decidida a trabalhar com Pristina e a comunidade internacional para elaborar uma solução mutuamente aceite sobre todos os problemas ainda não resolvidos, mediante um diálogo pacífico”, disse Jeremic no decorrer do debate sobre o Kosovo.
O chefe da diplomacia da Sérvia falava cerca de duas semanas depois do Tribunal Internacional de Justiça (TIJ) ter considerado que a declaração unilateral da independência do Kosovo não constituía uma violação do direito internacional.

O ministro alertou contra o perigoso precedente criado pela decisão do TIJ, permitindo que outras minorias étnicas declarem unilateralmente a independência, e garantiu que Belgrado não reconhecerá a perda do que considera a sua província do sul.

Os seus homólogos do Reino Unido, Estados Unidos e França insistiram, por seu turno, que a independência do Kosovo é é irreversível e constituía um caso particular, não criando por isso qualquer precedente.

Por seu turno, o ministro kosovar dos Negócios Estrangeiros, Skender Hyseni, considerou que a decisão to TIJ não apresenta qualquer ambiguidade e é necessário, desde já, que “o Kosovo e a Sérvia abram um novo capítulo: o da cooperação de Estado a Estado”.

Advertisements

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar
Tamanho da Fonte
Contraste