“Os Bichinhes Algarvies” apresentados em Albufeira

O conto infantil de Sérgio Brito é totalmente escrito em dialeto algarvio

No próximo dia 16 de fevereiro (sábado), pelas 17h00, Sérgio Brito apresenta na biblioteca municipal Lídia Jorge, em Albufeira, “Os Bichinhes Algarvies”, um conto infantil totalmente escrito em dialeto algarvio.

Com esta obra, o autor pretende preservar o que considera ser um importante património imaterial da região, sob a forma de uma história especialmente pensada e dedicada às novas gerações.

Esta não é a primeira incursão de Sérgio Brito na escrita em dialeto algarvio: em 2012, lançou o primeiro livro totalmente em algarvio, “Duas histórias no Algarve”, obra que marcou a estreia da Arandis Editora no mercado editorial, e que já conta com mais de 10 mil exemplares vendidos e nove reedições, e, em 2013, lançou “Apáxonades no Fássebuque”, um romance também todo ele escrito no linguajar da região.

“O dialeto algarvio é mais um elemento caracterizador deste povo ao sul, cuja alma quente e nobre se esteira pelas páginas de uma história ancestral. Este património imaterial, que urge ser divulgado e defendido, não é só nosso, é de todos os povos que nos visitam e nos acolhem. Pela dimensão desta terra, temos nós, fiéis depositários desta herança, a responsabilidade de a proteger. Deixamos aqui aos mais novos, um pequeno exemplo do que somos como povo falante”, frisa Sérgio Brito que, com esta sua mais recente obra, se estreia na área da literatura infantil.

O livro conta com ilustrações de Isabel Avó e do filho Gonçalo, que imprime à obra um toque especial do imaginário infantil.

Sérgio Santos Brito é natural de Alcantarilha e residente em Albufeira. Para além das obras já referidas, é também autor de “Remechido e o desastre de Albufeira” (2011) e “Confluências” (2016).

Advertisements

pub

 

Advertisements
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste