PCP: Problemas no porto de pesca de Quarteira continuam por resolver

Três anos depois de ter denunciado a existência de “diversos problemas” no porto de pesca de Quarteira, o PCP refere que os problemas continuam por resolver.

“Em janeiro de 2016, pouco tempo depois de o atual Governo ter entrado em funções, uma delegação do PCP visitou o porto de pesca de Quarteira, tendo constatado a existência de diversos problemas nesta infraestrutura portuária, os quais foram objeto de uma pergunta à Sr.a Ministra do Mar. Volvidos três anos, a delegação do PCP voltou a visitar este porto de pesca, acompanhada por elementos da Associação de Armadores e Pescadores de Quarteira, tendo verificado que os problemas continuam por resolver”, referem os comunistas.

Entre os principais problemas está o atraso da construção do novo cais flutuante, para substituir o antigo, destinado às traineiras. “Este cais ainda não foi construído, apesar de o Ministério do Mar, na sua resposta à pergunta do PCP, ter afirmado que a Docapesca tem previsto no seu plano de investimentos 2016/2018, uma verba de 400 mil euros para a construção de um novo cais”, denuncia o PCP, frisando que, devido a essa situação, “as traineiras são forçadas a atracar no cais de abastecimento combustível, dificultando as manobras das embarcações que pretendem aceder a esse cais”.

O PCP critica ainda o atraso de outras intervenções, como a construção de novos armazéns de aprestos, assim como de uma nova cantina/bar.
Os comunistas afirmam ainda que o pavimento dos diversos cais continua “muito degradado” e que as bocas de incêndio estão “desativadas”. Por outro lado, denunciam que “os pontos de água, destinados ao apoio das embarcações, estão avariados há mais de vinte anos”.

Face a esta situação, o PCP volta a solicitar ao Governo, por intermédio do Ministério do Mar, que esclareça quando estas obras vão arrancar no porto de pesca de Quarteira.

Advertisements
Advertisements
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste