Portimonense escorrega frente ao Sporting e fica em 17.º lugar com 14 pontos

O Portimonense voltou a escorregar num jogo da Primeira Liga, desta vez contra o Sporting, terceiro classificado do campeonato, depois de ter estado a ganhar e, posteriormente, empatado, durante a maior parte do encontro, realizado em Alvalade.

Aos 72 minutos, por intermédio de Jadson, o Sporting operou uma reviravolta na receção ao Portimonense (2-1), na 20.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, conseguindo uma vitória que vale o regresso ao terceiro lugar da tabela classificativa.

Os ‘leões’ chegam aos 35 pontos, mais um do que o Sporting de Braga, que empatou com o Gil Vicente (2-2), e mais três do que o Rio Ave, que goleou nas Aves por 4-0, e o Famalicão, goleado na receção ao Vitória de Guimarães por 7-0.

Frente a um conjunto algarvio em zona de descida, no 17.º lugar com 14 pontos, os ‘verdes e brancos’ entraram em campo com alguma instabilidade, sofrendo o primeiro golo aos 26 minutos, pelo ‘veterano’ colombiano Jackson Martínez, num remate colocado à entrada da área.

Cinco minutos depois, foi outro ‘veterano’, o francês Mathieu, a marcar, num livre direto exímio, e a repor a igualdade, num jogo que também foi de ‘azar’ para o defesa, que saiu lesionado na segunda parte.

Na etapa complementar, um autogolo de Jadson, aos 72 minutos, chegou para consumar a reviravolta, ainda que os lisboetas tenham disposto de várias oportunidades para aumentar a vantagem, num dia também marcado por uma manifestação de milhares de adeptos contra a presidência de Frederico Varandas.

No jogo que encerrou a ronda, na Vila das Aves, o Rio Ave somou o quarto triunfo nos derradeiros cinco embates, ao golear o lanterna-vermelha por 4-0.

Golos do iraniano Taremi, aos 21 minutos, de grande penalidade, um autogolo de Bruno Morais, aos 48, outro tento de Tarantini, aos 76, e novo penálti, convertido pelo brasileiro Diego Lopes aos 90+2, deram a vitória ao conjunto de Vila do Conde.

A equipa de Carlos Carvalhal igualou o Famalicão no quinto posto e reafirmou-se na corrida à Europa – está a três pontos do terceiro posto -, enquanto o Desportivo das Aves ficou mais ‘afundado’ no último posto, com 12 pontos.

Em Tondela, a equipa da casa e o Marítimo protagonizaram um empate sem golos, que leva a formação do distrito de Viseu a somar o quinto jogo seguido sem vencer em casa, tendo como último triunfo a vitória contra o Sporting em 03 de novembro de 2019.

A partida fica marcada pelo recorde estabelecido pelo guarda-redes Cláudio Ramos, que completou hoje 94 jogos consecutivos no campeonato, num total de 8.460 minutos a defender a baliza do Tondela, quebrando o recorde que pertencia a Rui Patrício, que disputou 93 seguidos ao serviço do Sporting.

Em Moreira de Cónegos, uma assistência de cabeça do guarda-redes Pasinato, no quarto minuto de descontos, permitiu ao angolano Fábio Abreu resgatar um ponto, na receção do Moreirense ao Vitória de Setúbal (1-1).

Éber Bessa adiantou cedo os sadinos, aos 12 minutos, mas o tento de Abreu faz a formação de Setúbal cair para o 10.º lugar, com 26 pontos, enquanto os minhotos seguem em 13.º, com 22.

A I Liga é liderada pelo Benfica, que no sábado foi derrotado em casa do FC Porto, segundo classificado, por 3-2, com os ‘dragões’ a aproximarem-se da liderança, agora a quatro pontos de distância.

João Prudêncio

João Prudêncio

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

Tamanho da Fonte
Contraste