POLÍTICA

PS/VRSA diz que concelho precisa de Estratégia Local de Habitação

partido socialista

O Partido Socialista de Vila Real de Santo António disse esta semana que o concelho do sotavento necessita de implementar uma Estratégia Local de Habitação, “com carácter de urgência”, anunciou a Comissão Política Concelhia.

“Os problemas relacionados com a habitação constituem uma prioridade para o PS de VRSA, que dirige um forte apelo à consciência política e social do atual executivo camarário para que seja definida, com caráter de urgência, uma Estratégia Local de Habitação”, refere o partido, em comunicado.

Para o PS/VRSA, esta estratégia “é imprescindível e obrigatória e é da responsabilidade exclusiva do município”, que “vai permitir à população candidatar-se aos apoios disponibilizados pelo governo, através do Programa 1.º Direito, que tem como objetivo apoiar os cidadãos carenciados e respetivas famílias no acesso a uma habitação digna”.

O programa 1.º Direito, criado pelo atual Governo, pretende promover soluções habitacionais para pessoas que vivem em condições indignas e que não têm capacidade financeira para suportar o custo do acesso a uma habitação adequada.

“Este é um problema real com que o nosso concelho se debate há muitos anos e que continua sem solução”, referem os socialistas.

Os vereadores do PS de VRSA, na última reunião de Câmara, questionaram a presidente da autarquia, Conceição Cabrita, se o executivo do PSD tinha efetuado algum estudo que possa identificar “as carências habitacionais no concelho”, que “existe em todos os concelhos do país, exceto no nosso”.

A presidente da Câmara Municipal de VRSA respondeu que “não existe estratégia alguma para a habitação e que o referido estudo nunca foi sequer equacionado pelos executivos do PSD”.

O PS/VRSA recorda, em comunicado, “em 16 anos da gestão autárquica” do PSD, “não foi construído um único fogo de habitação social no nosso concelho”.

“Existem graves carências habitacionais, mas a resolução deste problema nunca foi uma prioridade para os executivos do PSD. Muitas famílias continuam a habitar casas sem condições e os jovens sem dinheiro para arrendar uma casa. Os proprietários que pretendem requalificar a sua habitação também sentem grandes dificuldades em fazê-lo, por razões de ordem financeira”, acrescenta o partido socialista.

Os socialistas consideram que a implementação deste programa “pode ser uma solução para ajudar as nossas famílias e fazer aquilo que a Câmara se declarou incapaz de fazer – ajudar quem mais precisa”.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste