Terceiro dia de confrontos em Belfast

Novos confrontos na Irlanda do Norte opuseram esta noite jovens católicos às forças de segurança, à margem das celebrações das anuais “marchas orangistas”. Nos últimos três dias a violência provocou dezenas de feridos.

Nacionalistas confrontam a polícia na zona de Ardoyne, a Norte de Belfast - EPA/STR

Os tumultos desta noite concentraram-se num bairro do norte de Belfast, onde jovens católicos atiraram ‘cocktails molotov’, tijolos e garrafas contra a polícia e ergueram barricadas para a seguir incendiá-las. A polícia respondeu com canhões de água.

Apesar disso, não há registo de feridos nesta terceira noite de confrontos, enquanto que domingo e segunda-feira os motins provocaram pelo menos 82 feridos entre os polícias.

As marchas orangistas são um dos momentos de maior tensão entre as comunidades católica e protestante da Irlanda do Norte, registando-se frequentemente incidentes quando os orangistas (unionistas) atravessam bairros católicos (nacionalistas).

Anualmente, os protestantes da Ordem de Orange marcham em várias cidades da Irlanda do Norte para assinalar o dia 12 de Julho de 1690, quando o protestante Guilherme de Orange venceu o seu rival católico Jaime II ao trono de Inglaterra.

Advertisements

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar
Tamanho da Fonte
Contraste