Greve dos trabalhadores da saúde afeta hospitais algarvios nos dias 1 e 2 de fevereiro

.
.

Os trabalhadores da saúde no Centro Hospitalar e Universitário do Algarve (CHUA) vão fazer greve nos próximos dias 1 e 2 de fevereiro.

Segundo a delegação regional do Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais (STFPS), o centro hospitalar algarvio está em situação de “rutura”, estimando que só para a carreira auxiliar de ação médica (assistentes operacionais) a falta seja de “cerca de 90/100 trabalhadores” para que os serviços consigam funcionar normalmente.

“Este sindicato tem vindo a alertar para a crescente falta de pessoal no Centro Hospitalar Universitário do Algarve, nomeadamente, pessoal técnico e auxiliar, o que, pelo conhecimento que temos do funcionamento do mesmo, está a causar sérios problemas nos diversos serviços”, adianta o sindicato, frisando que “os trabalhadores vêem-se confrontados com escalas de serviço com horas de trabalho suplementar, e chegaram à exaustão”.

O STFPS protesta ainda que o ministro da Saúde fale da necessidade de contratar de mais médicos e enfermeiros para o SNS, sem nunca referir a contratação de pessoal de outras carreiras.

Além disso, o sindicato refere que “a criação de dois regimes de contratação nos hospitais veio criar desigualdades que não são admissíveis”. Assim, defende que “só um contrato coletivo de trabalho poderá colmatar esta injustiça, consagrando a trabalho igual, salário igual, a mesma carga horária e a mesma possibilidade de progredir na carreira”.

O sindicato convocou ainda os trabalhadores de cada unidade hospitalar da região a concentrarem-se no hospital em Faro, pelas 15h00, do dia 2 de fevereiro, para entregar um documento ao conselho de administração do CHUA com as preocupações e reivindicações dos trabalhadores.

NC|JA

pub

 

 

 

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste