ALGARVE

Algarve: 28 das 67 freguesias têm risco elevado de incêndio

[mobileonly] [/mobileonly]

A região do Algarve tem 28 das suas 67 freguesias com risco elevado de incêndio florestal e essas freguesias são prioritárias para limpeza de combustível, de acordo com uma lista oficial publicada esta quarta-feira em Diário da República.

Alcoutim, Loulé e Tavira  são os concelhos algarvios com maior número de freguesias na lista, quatro em cada um deles, indica a portaria nº 2616/2020, em que são referenciadas 1114 freguesias a nível nacional naquelas condições, situadas em 186 concelhos das regiões do interior Norte, Centro e Algarve.

Essas freguesias são Giões, Martim Longo, Vaqueiros e União das Freguesias de Alcoutim e Pereiro (concelho de Alcoutim), Alte, Ameixial, Salir e União de Freguesias de Querença, Tôr e Benafim (Loulé), Cachopo, Santa Catarina da Fonte do Bispo, União das Freguesias de Conceição e Cabanas de Tavira e União de Freguesias de Santa Maria e Santiago (Tavira).

Seguem-se, por ordem de freguesias por concelho, Monchique (Alferce, Marmelete e Monchique), Aljezur (Odeceixe, Bordeira e Aljezur) e Vila do Bispo (Barão de São Miguel, Budens e Vila do Bispo e Raposeira).

Castro Marim (Azinhal e Odeleite) e Silves (São Bartolomeu de Messines e São Marcos da Serra) têm duas freguesias cada. 

Os concelhos de Lagos (União das Freguesias de Bensafrim e Barão de São João), Portimão (Mexilhoeira Grande) e São Brás de Alportel (São Brás de Alportel) estão incluídos nesta lista com uma freguesia por concelho.

O despacho do diário oficial, assinado pelos secretários de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar, e da Conservação da Natureza, das Florestas e do Ordenamento do Território, João Catarino, define os prazos para a realização das ações de fiscalização que devem incidir sobre as áreas prioritárias.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: